Indefinição dificulta financiamento de distribuidoras de energia

segunda-feira, 15 de julho de 2013 11:54 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A indefinição com relação à renovação dos contratos de concessão das distribuidoras de energia que vencem entre 2015 e 2016 já começa a dificultar a negociação de contratos de financiamento por parte dessas empresas, disse nesta segunda-feira o presidente da Associação Nacional de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), Nelson Leite.

"Temos falta de informação quanto aos critérios que serão usados na renovação dos contratos de concessão", disse.

O presidente da Abradee afirmou que, como não há certezas com relação à renovação dos contratos, as distribuidoras afetadas encontram dificuldades tanto para renegociar contratos atuais como para contratar novos financiamentos.

"Os agentes financeiros querem ter certeza de que ela (a empresa) será detentora daquela concessão, quer como garantia os recebíveis, e a distribuidora só poder dar como garantia os recebíveis se ela for detentora da concessão", disse Leite a jornalistas, durante em entrevista sobre pesquisa de satisfação dos consumidores com o serviço das distribuidoras.

O presidente da Abradee disse que a definição sobre as concessões é "urgente" e precisa sair "o quanto antes", mas salientou que a associação ainda não foi oficialmente chamada para tratar do assunto com o governo.

Segundo a Abradee, vencem entre 2015 e 2017 as concessões de 37 das 63 empresas que atuam no país, incluindo distribuidoras como Cemig (MG), Copel (PR), CEEE (RS) e as empresas federalizadas controladas pela Eletrobras.

No ano passado, o governo renovou, mediante redução de tarifas, as concessões dos setores de geração e transmissão de energia. A definição sobre a situação das distribuidoras estava prevista para fevereiro deste ano, mas até agora não ocorreu.

PESQUISA

Pesquisa da Abradee mostra que os consumidores brasileiros de energia elétrica continuam satisfeitos com os serviços de distribuição de eletricidade.   Continuação...