Telecom Italia pode abandonar cisão de rede fixa--fonte

segunda-feira, 15 de julho de 2013 14:27 BRT
 

ROMA/MILÃO, 15 Jul (Reuters) - A empresa italiana de telefonia Telecom Italia pode abandonar seu plano de cisão da rede de telefonia fixa, disse uma fonte familiarizada com o assunto nesta segunda-feira, em meio a crescentes problemas sobre tarifas com o regulador local.

O fracasso do projeto de cisão seria mais um revés para os esforços do presidente da empresa Franco Bernabé de recuperar o grupo altamente endividado, após o colapso no início do mês nas negociações para uma aliança com a Hutchison Whampoa.

Na quinta-feira, o regulador AGCOM aprovou taxas menores para rivais alugarem a rede fixa da Telecom Italia, levantando críticas do antigo monopólio e elogios de competidores como a operadora móvel Vodafone que não possui rede própria.

A Telecom Italia disse que o corte na taxa prejudica o plano de cisão da rede e iria reduzir seu lucro anual em 110 milhões de euros.

As menores taxas de aluguel da linha iriam diminuir o valor da rede fixa da Telecom Italia, fazendo com que a nova empresa a ser cindida se torne potencialmente menos atraente para os investidores externos.

O braço de investimentos apoiado pelo Estado italiano, o CDP, vem mantendo conversações com a Telecom Italia por meses sobre a tomada de uma participação na empresa de rede.

A Telecom Italia terá uma reunião extraordinária do Conselho em Roma ainda nesta segunda-feira para avaliar a situação.

"Em cima da mesa há mais opções, incluindo uma possível suspensão do projeto", disse a fonte.

A Telecom Italia não pôde ser contatada para comentar o assunto.

(Por Alberto Sisto, Danilo Masoni e Gianluca Semeraro)