16 de Julho de 2013 / às 12:32 / 4 anos atrás

Rio Tinto mantém planos para minério de ferro; produção sobe no 2o tri

Por James Regan

SYDNEY, 16 Jul (Reuters) - A mineradora Rio Tinto avançará com seus planos para aumentar a produção de minério de ferro ao longo dos próximos 18 meses, uma vez que conta com a demanda de siderúrgicas chinesas sustentadas.

A empresa também avalia se pode atingir suas metas usando minas existentes para controlar custos.

Os planos mostram que as mineradoras globais, como a Rio Tinto e rival BHP Billiton, embora focadas em controle de custos, têm capacidade de controlar riscos das operações de minério de ferro num momento em que a economia chinesa está em desaceleração.

As empresas contam com seus baixos custos operacionais para manter o negócio rentável.

A Rio Tinto afirmou nesta terça-feira que está a caminho para expandir seu potencial para produzir 360 milhões de toneladas por ano de minério de ferro até o final de 2014.

O minério de ferro adicional poderia vir de quaisquer novas minas ou a partir de unidades existentes, afirmou a Rio Tinto em seu relatório de produção do segundo trimestre.

Como todas as mineradoras, a Rio Tinto está sob pressão para reduzir os gastos com os preços das commodities em desaceleração.

A empresa tem meta de reduzir até 5 bilhões de dólares de custos ao longo dos próximos dois anos.

A Rio Tinto e a BHP estão entre os produtores de minério de ferro mais eficientes do mundo. A preços de cerca de 120 dólares por tonelada, elas têm uma margem de cerca de 70 dólares por tonelada.

Os preços do minério de ferro esta semana subiram para máximas de dois meses, com siderúrgicas chinesas recompondo estoques, a cerca de 130 dólares por tonelada.

A Rio Tinto, segunda produtora global de minério de ferro atrás da brasileira Vale, afirmou que continuava com seu trabalho para expandir a capacidade operacional anual para 290 milhões de toneladas até o final de setembro.

A empresa prevê produzir neste ano 265 milhões de toneladas, levando em conta a expansão da capacidade no quarto trimestre.

O otimismo da mineradora anglo-australiana vem com a economia da China tendo esfriado ainda mais no segundo trimestre. Em junho, as importações de minério de ferro pelo maior consumidor global caíram 9,1 por cento, para uma mínima de quatro meses, a 62,3 milhões de toneladas.

PRODUÇÃO NO TRIMESTRE

Levando em conta as joint ventures, a produção de minério de ferro da Rio Tinto subiu 7 por cento, para 66 milhões de toneladas, nos três meses até o final de junho, em comparação com um ano atrás.

Os embarques, no entanto, cresceram apenas 1 por cento durante o período, para 61 milhões de toneladas, devido a uma interrupção temporária de um sistema de transporte em uma doca de carregamento e as chuvas fora de época que desaceleraram operações ainda mais.

O minério de ferro gera cerca de dois terços da receita da Rio Tinto. O cobre é o segundo maior gerador de receita.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below