Vendas de carros na Europa tombam para menor nível em 20 anos

terça-feira, 16 de julho de 2013 12:32 BRT
 

MILÃO, 16 Jul (Reuters) - As vendas de carros na Europa no primeiro semestre caíram ao menor nível em 20 anos, com o recuo de 6,3 por cento em junho sugerindo que ainda não há alívio para uma indústria atingida por excesso de capacidade e demanda enfraquecida.

As montadoras de veículos da Europa têm sofrido há meses os efeitos de desemprego recorde e medidas de austeridade impostas por governos na zona do euro, com algumas como a Peugeot anunciando fechamento de fábricas e dispensa de funcionários.

A Fiat registrou a maior queda de vendas entre os principais fabricantes do continente no mês passado, 13,6 por cento, seguida pelo recuo de 10,9 por cento da Peugeot, enquanto a Ford contrariou a tendência e teve crescimento de 6,9 por cento.

"Mesmo se houver recuperação no segundo semestre do ano, é difícil saber se será suficiente para compensar os resultados ruins que tivemos até agora neste ano", disse Quynh-Nhu Huynh, diretor econômico e estatístico da associação europeia de montadoras de veículos (Acea, na sigla em inglês).

Norbert Reithofer, presidente-executivo da alemã BMW, afirmou em entrevista a jornal publicada nesta terça-feira que não espera uma retomada nas vendas dos mercados ocidentais da Europa até pelo menos meados do próximo ano.

A Acea informou que os licenciamentos de carros nos países da União Europeia mais aqueles da Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA) caíram 6,7 por cento no primeiro semestre, para 6,437 milhões de unidades, menor nível semestral desde 1993. Já as vendas de junho foram as menores para o mês desde 1996.

(Por Jennifer Clark)

 
Clientes caminham entre carros novos e usados no pátio de revendedora em Emmering, próximo a Munique. As vendas de carros na Europa no primeiro semestre caíram ao menor nível em 20 anos, com o recuo de 6,3 por cento em junho sugerindo que ainda não há alívio para uma indústria atingida por excesso de capacidade e demanda enfraquecida. 5/03/2012. REUTERS/Michaela Rehle