Posco desiste de siderúrgica de US$5,3 bi na Índia

terça-feira, 16 de julho de 2013 10:35 BRT
 

SEUL, 16 Jul (Reuters) - O grupo sul-coreano Posco anunciou nesta terça-feira que desistiu de um projeto de siderúrgica na Índia avaliado em 5,3 bilhões de dólares, mas que vai manter plano de investir 12 bilhões de dólares em um projeto considerado como o maior investimento externo direto no país.

A Posco afirmou que decidiu cancelar a siderúrgica que seria instalada no Estado indiano de Karnataka por causa de atrasos na obtenção de direitos de mineração de minério de ferro e oposição de moradores na região escolhida para a instalação da usina, o que também atrasou compra de terreno.

A decisão pode dar mais força para o principal projeto siderúrgico da Posco no Estado indiano de Odisha, no leste do país. Em desenvolvimento há oito anos, o projeto recebeu recentemente aprovações legais que garantem licença de exploração de minério de ferro.

"Vamos proceder com o projeto de usina siderúrgica em Odisha, que está progredindo. A decisão vai nos deixar mais focados neste projeto", disse a porta-voz da Posco, Kim Ji-young.

A Posco, quinto maior grupo produtor de aço do mundo, tinha planos para três usinas siderúrgicas na Índia como forma de se garantir diante da lentidão do projeto em Odisha.

Em 2010, a Posco assinou acordo preliminar com o Estado de Karnataka para construir uma usina capaz de produzir 6 milhões de toneladas de aço por ano. Um ano antes, a empresa fez um acordo separado para uma usina siderúrgica junto com a estatal Steel Authority of India (Sail).

A porta-voz da Posco afirmou que as negociações com a Sail estavam paralisadas. Um representante do governo indiano que tem vaga no conselho da Sail afirmou à Reuters que o projeto "estava morto", pois o governo não concordava com a exigência de participação de controle pela Posco.