Importações de soja pela China devem atingir recorde em julho, diz analista

terça-feira, 16 de julho de 2013 11:15 BRT
 

HAMBURGO, 16 Jul (Reuters) - As importações de soja pela China atingirão 7 milhões de toneladas em julho, superando o recorde de embarques do mês anterior, em função da colheita menor no país e do aumento da demanda, que devem reduzir os estoques internos ao menor nível em quatro anos, previu nesta terça-feira a consultoria Oil World, com sede em Hamburgo.

"As importações chinesas de soja foram impulsionadas para um nível recorde em junho e também são suscetíveis de ser muito elevadas em julho de 2013, em parte para repor os atipicamente baixos estoques de soja, para atender a demanda da indústria de esmagamento doméstico", disse a Oil World.

A China vai importar 7 milhões de toneladas de soja em julho, ante 5,87 milhões em julho de 2012 e acima do recorde anterior de 6,93 milhões de toneladas no mês passado, segundo os analistas.

Em junho, as importações de soja da China cresceram cerca de 36 por cento sobre maio, com o alívio dos congestionamento em portos importantes no Brasil permitindo embarques para atender a forte demanda chinesa.

No início de julho, o Brasil manteve o ritmo forte de embarques de soja, com o objetivo de atender ao maior importador global, a China.

Os estoques de soja na China vão cair para um mínimo de quatro anos, de 8 milhões de toneladas no final de julho, disse a Oil World citando uma colheita reduzida e a forte demanda da indústria de processamento de alimentos da China.

Os estoques de soja da China totalizaram 11,8 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado.

A China também tem comprado milhões de toneladas de trigo e milho ao longo dos últimas semanas, em parte por causa dos danos da chuva para suas plantações de grãos.

(Reportagem de Michael Hogan)