Investigação britânica em avião da Boeing vai avaliar peças da Honeywell

terça-feira, 16 de julho de 2013 13:03 BRT
 

LONDRES, 16 Jul (Reuters) - Investigadores britânicos disseram nesta terça-feira que um transmissor feito pela empresa dos Estados Unidos Honeywell era um dos diversos componentes que podem ter causado um incêndio em um avião Dreamliner da Boeing em Londres, na semana passada.

"Nós podemos confirmar que a Honeywell foi convidada a participar da investigação", disse um porta-voz da instituição de investigação de acidentes aéreos do Reino Unido (AAIB, na sigla em inglês).

A AAIB está liderando uma investigação sobre incêndio num avião da Ethiopian Airlines na última sexta-feira e já descartou a hipótese de superaquecimento de baterias que levaram ao cancelamento dos voos do avião Dreamliner por meses no início deste ano.

Uma fonte havia dito à Reuters na segunda-feira que investigadores analisavam agora se o fogo foi causado por uma bateria em uma peça construída pela Honeywell.

A empresa norte-americana disse naquele momento que havia se juntado as investigações, se negando a discutir detalhes, além de dizer que não tinha nenhuma experiência anterior de problemas com este tipo de transmissor. O porta-voz da empresa não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.

(Por Rhys Jones)