Lucro do Bank of America no 2o trimestre sobe com corte de custos

quarta-feira, 17 de julho de 2013 15:14 BRT
 

NOVA YORK, 17 Jul (Reuters) - O Bank of America divulgou uma alta de 70 por cento, acima do esperado, no lucro trimestral nesta quarta-feira, ajudado por uma agressiva política de cortes de custos, enquanto os esforços de recuperação feitos pelo presidente Brian Moynihan começaram a mostrar sinais de que terão resultado.

A receita subiu 3,5 por cento, abaixo de aumentos de 11 por cento do Citigroup e 14 por cento do JPMorgan. Mas o Bank of America cortou despesas operacionais em 6 por cento, enquanto as despesas cresceram no JPMorgan e no Citigroup.

O Bank of America anunciou em 2011 a iniciativa de economizar 8 bilhões de dólares por ano e, no quarto trimestre de 2013, espera ter cortado custos em 1,5 bilhão de dólares por trimestre. Na quarta-feira, o banco disse que estava no caminho certo para atingir essas metas e estava à frente do prazo previsto na redução de custos. As ações do banco subiam mais de 3 por cento em Nova York (às 15h10, horário de Brasília).

Enquanto a maioria dos negócios do banco gerou mais lucro, o quadro de receita foi misto. Em consumo e pequenos negócios bancários, a receita caiu quase 1 por cento, enquanto em serviços imobiliários a receita caiu 16 por cento. Na corretagem de varejo e gestão de ativos, banco de investimento e vendas e negociação, a receita subiu.

O lucro líquido no segundo trimestre subiu para 3,57 bilhões de dólares, ou 32 centavos por ação, ante 2,10 bilhões de dólares, ou 19 centavos por ação, um ano antes. A receita líquida subiu para 22,73 bilhões de dólares, a partir de 21,97 bilhões de dólares no mesmo intervalo do ano anterior.

Analistas, em média, esperavam lucro de 25 centavos de dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Peter Rudegeair)