Ações europeias atingem máxima em seis semanas com BCE apoiando bancos

quinta-feira, 18 de julho de 2013 13:51 BRT
 

LONDRES, 18 Jul (Reuters) - As ações europeias atingiram máximas de seis semanas nesta quinta-feira, em meio a uma alta dos papéis de instituições financeiras depois de o Banco Central Europeu ter afrouxado regras de colateral, e fortes vendas impulsionarem os setores de mídia e luxo.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,9 por cento, a 1.209 pontos, enquanto o índice das blue chips da zona do euro fechou em alta de 1,4 por cento a 2.717 pontos. Ambas registraram seus maiores fechamentos desde o começo de junho.

Os bancos foram o setor com a melhor performance, com alta de 2,2 por cento depois de o BCE ampliar a lista de colaterais elegíveis para incluir mais títulos lastreados em ativos, estimulando a confiança de credores franceses, espanhóis e italianos.

"Não sei se realmente emprestaremos mais, porém isso tem um impacto no mercado de ações", afirmou o estrategista-chefe da Cholet Dupont, Vincent Guenzi.

"Estamos sentindo falta de um catalisador e isso poderia ser um bom castalisador para mover o mercado e especialmente o setor bancário", acrescentou, prevendo que Euro STOXX 50 poderia ganhar de 4 a 5 por cento até o outono.

Dentre as principais altas, estavam a empresa de publicidade Publicis e o grupo de bens de luxo Hermes. Ambas divulgaram que uma forte performance na região norte-americana ajudou a impulsionar as vendas.

Em LONDRES, o índice Financial Times subiu 0,95 por cento, a 6.634 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 1,0 por cento, para 8.337 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 teve alta de 1,44 por cento, a 3.927 pontos.   Continuação...