Bovespa sobe pelo quarto dia e flerta com nível acima de 48 mil pts

quinta-feira, 18 de julho de 2013 18:20 BRT
 

SÃO PAULO, 18 Jul (Reuters) - A Bovespa teve a quarta alta seguida nesta quinta-feira, na esteira do bom humor dos mercados externos, devido ao menor temor de redução da liquidez internacional.

O Ibovespa teve variação positiva de 0,53 por cento, a 47.656 pontos. O giro financeiro da sessão foi de 6,15 bilhões de reais.

A bolsa paulista foi influenciada pelo rali nas bolsas americanas, cujos principais índices fecharam em novas máximas históricas, impulsionadas por bons resultados corporativos, e pela reiterada disposição do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, de que a instituição será cautelosa em seu cronograma de retirada de estímulos monetários.

No plano doméstico, repercutiu positivamente a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), na qual o Banco Central deixou claro que manterá o ritmo de aperto monetário após ter elevado a taxa básica de juros para 8,50 por cento ao ano na semana passada.

"A ata do Copom, de um modo geral, foi mais otimista, dizendo que eles vão trazer a inflação para o centro da meta. Em termos de crescimento, também estão um pouco mais otimistas. Tudo isso acabou ajudando, além do fato de a bolsa ter caído muito forte recentemente", afirmou o economista-chefe da Corretora Souza Barros, Clodoir Vieira Souza Barros.

Na semana, o Ibovespa acumula alta de 4,66 por cento. Mesmo assim, o Ibovespa acumula queda de 21,8 por cento em 2013.

No pregão desta quinta, foram destaque papéis do setor imobiliário, como PDG Realty e Brookfield, que tiveram fortes perdas recentes.

A operadora de telefonia Oi também foi destaque positivo, após a Moody's ter afirmado que a venda de ativos anunciada na segunda-feira pela companhia favorece o seu perfil de endividamento.

Segundo analistas, os avanços recentes não representam, porém, uma reversão de tendência.   Continuação...