Dow Jones e S&P fecham em máximas históricas por resultados de empresas

quinta-feira, 18 de julho de 2013 18:22 BRT
 

NOVA YORK, 18 Jul (Reuters) - Os índices Dow Jones e S&P 500 fecharam em máximas históricas nesta quinta-feira em meio à divulgação de resultados melhores do que esperados do Morgan Stanley e de outras empresas. Os comentários do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, que acalmaram os mercados, contribuíram com o desempenho.

O Dow Jones subiu 0,50 por cento para fechar a 15.548 pontos. O Standard & Poor's 500 Index subiu 0,50 por cento para 1.689 pontos, enquanto o Nasdaq Composite Index subiu 0,04 por cento e fechou a 3.611 pontos.

As ações do Morgan Stanley saltaram 4,4 por cento, para 27,70 dólares, seu maior fechamento desde abril de 2011, depois que o banco registrou aumento de 42 por cento no lucro trimestral. Mais cedo, os papéis chegaram à máxima de 27,95 dólares, seu nível mais alto intradia desde abril de 2011.

Com isso, o índice financeiro do S&P subiu 1,34 por cento.

Das 21 empresas financeiras que relataram ganhos trimestrais até o momento, 76 por cento superaram as estimativas dos analistas, segundo dados da Thomson Reuters.

As ações da UnitedHealth também subiram, reforçando o Dow e papéis de outras seguradoras de saúde. Tanto o Dow quanto o S&P 500 também bateram a máxima intradia de todos os tempos logo após a abertura.

Bernanke, falando perante o Comitê Bancário do Senado, reiterou comentários feitos na quarta-feira. Ele ressaltou que o a redução do programa de estímulos do Fed ainda não está definida.

"Não tivermos surpresas negativas do presidente do Fed hoje, então o mercado gostou disso", disse o vice-presidente sênior da BB&T Wealth Management, Bucky Hellwig.

Analistas esperam que o lucro do segundo trimestre das empresas do S&P 500 tenha crescido 3,5 por cento ante o ano anterior, com faturamento 1,1 por cento maior, de acordo com dados da Thomson Reuters.