Brent sobe para US$109/barril com perspectiva de maior demanda

sexta-feira, 19 de julho de 2013 09:57 BRT
 

Por Peg Mackey

LONDRES, 19 Jul (Reuters) - O petróleo Brent subiu para 109 dólares por barril nesta sexta-feira depois de dados econômicos encorajadores e com um forte declínio nos estoques norte-americanos sinalizando uma demanda mais forte no maior consumidor mundial de petróleo.

A combinação otimista tem ajudado a impulsionar o petróleo nos EUA, habitualmente chamado de West Texas Intermediate ou WTI, para uma máxima de 16 meses, reduzindo a diferença entre WTI e Brent para menos de 1 dólar, ante uma diferença de 23 dólares em fevereiro.

A convergência entre os dois principais contratos de referência do mercado ocorre devido a uma maior capacidade de oleodutos nos EUA que reduziu o excedente de petróleo no ponto de entrega do WTI, em Cushing, Oklahoma. Os estoques na região caíram para 46 milhões de barris ante 52 milhões em janeiro.

Às 9h02 o Brent subia 0,30 dólar a 109 dólares por barril, tendo atingido máxima de 109,18 dólares mais cedo na sessão. Já o petróleo nos EUA era negociado a 108,52 dólares por barril, alta de 0,48 dólar.

"Dados melhores que os esperados para a economia dos EUA estão dando aceleração ao WTI, assim como a grande redução dos estoques de petróleo nos EUA nas últimas semanas", disse o Commerzbank.

No entanto, analistas dizem que a alta do petróleo, de quase 10 por cento para o Brent e 17 por cento para o petróleo nos EUA em menos de quatro semanas, pode estar inflada, devido aos grandes estoques globais.

"Nós não acreditamos que esta situação deve perdurar, dado o fato de que a produção de petróleo nos EUA está ainda crescendo e que os estoques ainda estão altos nos EUA", disse o Commerzbank em uma nota.

(Reportagem adicional de Manash Goswami em Cingapura)