Financiamento imobiliário na China cai 17% no 2o tri ante 1o tri

sexta-feira, 19 de julho de 2013 12:16 BRT
 

Por Xiaoyi Shao e Jonathan Standing

PEQUIM, 19 Jul (Reuters) - Os empréstimos bancários ao setor de propriedades da China caíram 17 por cento no segundo trimestre na comparação com os três meses imediatamente anteriores, mas ainda em níveis altos devido ao aquecido mercado imobiliário, segundo cálculos da Reuters com dados divulgados pelo banco central nesta sexta-feira.

Os bancos chineses emprestaram 589,7 bilhões de iuanes (96 bilhões de dólares) para compradores de casas e desenvolvedores de propriedades entre abril e junho, ante 710,3 bilhões de iuanes no primeiro trimestre. Os níveis de empréstimo ainda estão bem acima do maior nível do ano passado, quando bancos emprestaram 416,8 bilhões de iuanes no terceiro trimestre.

O mercado imobiliário chinês teve forte recuperação ao longo do primeiro semestre de 2013, com os aumentos de preços de imóveis em junho, na comparação anual, atingindo o ponto mais forte este ano e com as vendas de casas mantendo um crescimento robusto.

Empréstimos imobiliários representaram 27,1 por cento do total de novos empréstimos emitidos no primeiro semestre de 2013, inalterado desde o primeiro trimestre, disse o banco central em um comunicado em seu site.