Lucro e receita da GE caem com fraqueza em unidade financeira

sexta-feira, 19 de julho de 2013 16:55 BRT
 

(Reuters) - A General Electric teve queda no lucro trimestral e na receita nesta sexta-feira, impactada pela fraqueza em sua unidade de finanças, mas anunciou aumento na carteira de pedidos, fazendo as ações subirem nas negociações pré-abertura do pregão dos Estados Unidos.

O lucro geral da companhia superou expectativas por uma estreita margem, com o conglomerado cortando custos e mantendo os pedidos para turbinas e outras máquinas industriais quase estáveis.

O resultado incluiu uma redução de 108 milhões dólares no valor do investimento feito pela GE no grupo EBX, do empresário Eike Batista, em 2012. O valor do investimento de 300 milhões de dólares sofreu baixa contábil para 192 milhões.

A redução correspondeu a um encargo de 1 centavo de dólar por ação no trimestre, afirmou o presidente-executivo da GE, Jeff Immelt.

A GE anunciou em maio do ano passado o investimento na EBX em troca por participação de 0,8 por cento no grupo. As ações da maior parte das companhias do empresário brasileiro despencaram neste ano em meio à desconfiança dos investidores sobre a execução de projetos e capacidade financeira do grupo.

A GE disse que sua carteira de pedidos, indicador de quanto trabalho tem recebido a partir de clientes, subiu 4 por cento globalmente e 20 por cento nos Estados Unidos, um salto que surpreendeu os investidores.

Já a receita da GE Capital caiu 3 por cento sobre o mesmo período do ano passado, com queda de 9 por cento nos lucros.

A GE, maior fabricante de motores para jatos no mundo, teve lucro líquido de 3,69 bilhões de dólares no segundo trimestre, ou 0,36 dólar por ação, a partir de 4,01 bilhões de dólares, ou 0,38 dólar por ação, de um ano antes.

Os analistas esperavam ganhos de 0,35 dólar por papel, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita da companhia caiu 4 por cento, para 35,1 bilhões de dólares. Analistas estimavam receita de 35,56 bilhões de dólares.