Dow Jones cai por ações de tecnologia, S&P 500 sobe

sexta-feira, 19 de julho de 2013 18:22 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 19 Jul (Reuters) - Os índices de ações norte-americanas Dow Jones e Nasdaq caíram nesta sexta-feira, com resultados abaixo do esperado de Microsoft e Google pesando sobre o mercado, mas o Standard & Poor's 500 avançou e renovou seu recorde histórico.

Resultados mais fortes que o esperado da General Electric e da empresa de serviços para o setor de óleo e gás Schlumberger NV compensaram as perdas de tecnologia no índice S&P 500, que teve sua quarta semana seguida de ganhos.

O Dow Jones teve ligeira variação negativa de 0,03 por cento, a 15.543 pontos. O indicador tecnológico Nasdaq cedeu 0,66 por cento, para 3.587 pontos. Já o S&P 500 teve valorização de 0,16 por cento, para 1.692 pontos.

Na semana, o Dow subiu 0,5 por cento e o S&P 500 teve alta de 0,7 por cento, enquanto o Nasdaq recuou 0,3 por cento. O referencial de mercado S&P 500 acumula valorização de 18,6 por cento no ano.

Nesta sexta-feira, o desapontamento com resultados do setor tecnológico motivou a realização de lucros por investidores, depois de lucros animadores na quinta-feira e a reafirmação de comentários do chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, feitos no meio da semana sobre o programa de estímulos nos EUA.

A Microsoft foi individualmente o maior peso negativo sobre os três principais índices de ações dos EUA. O Google também pesou no S&P 500 e no Nasdaq. Ambas as empresas tiveram lucro menor que o previsto por analistas.

"Parece ser que (tecnologia) pode ser uma área onde as expectativas em relação aos lucros não tinham sido suficientemente reduzidas", disse o vice-presidente de investimentos da North Star Investment Management Corp, Eric Kuby, em Chicago.

A ação da Microsoft desabou 11,4 por cento e a do Google caiu 1,5 por cento.

As estimativas de analistas para os lucros corporativos têm sido tão reduzidas que investidores acreditam que a maioria das empresas norte-americanas vai superar com facilidade as projeções.

Até esta sexta-feira, de 104 empresas no S&P 500 que divulgaram resultado para o segundo trimestre, 65,4 por cento delas mostraram lucro acima das estimativas de analistas, de acordo com dados da Thomson Reuters.