Semestre termina com maior taxa de cheques devolvidos desde 2009

terça-feira, 23 de julho de 2013 08:59 BRT
 

SÃO PAULO, 23 Jul (Reuters) - O percentual de cheques devolvidos no primeiro semestre cresceu para 2,08 por cento do total compensado ante taxa de 2,07 por cento no mesmo período de 2012. O índice foi o maior apurado para uma primeira metade de ano desde 2009, informou a Serasa Experian nesta terça-feira.

Apesar do volume de devoluções ter sido menor na comparação anual, 8,65 milhões de cheques contra 9,49 milhões no primeiro semestre de 2012, o total compensado caiu de 458 milhões para 416 milhões de cheques.

"A elevação do número de cheques devolvidos por falta de fundos neste primeiro semestre de 2013 é decorrente da inflação, que reduz o poder aquisitivo do trabalhador; do alto comprometimento da renda do consumidor com prestações e da falta de planejamento nos financiamentos e nas compras parceladas com cheques pré-datados, que são mais difíceis de renegociar", afirmou a Serasa em comunicado à imprensa.

Em junho apenas, o índice de devoluções foi de 1,94 por cento ante 2,15 por cento em maio e 2,02 por cento em junho de 2012.

O Estado com maior nível de cheques devolvidos no semestre foi Roraima, com 11,16 por cento do total compensado, quase seis vezes superior à média nacional de 2,08 por cento. São Paulo e Rio de Janeiro tiveram índices de 1,48 e 1,57 por cento, respectivamente.

(Por Alberto Alerigi Jr.)