Ações asiáticas perdem força após PMI da China desapontar

quarta-feira, 24 de julho de 2013 08:26 BRT
 

Por Lisa Twaronite

TÓQUIO, 24 Jul (Reuters) - Os mercados acionários asiáticos perderam força nesta quarta-feira, após a última leitura da atividade industrial na China ter mostrado que a atividade desacelerou para mínima em 11 meses em julho, à medida que as novas encomendas caíram e o mercado de trabalho piorou.

O Índice dos Gerentes de Compra (PMI) preliminar do HSBC/Markit para a China caiu para 47,7 neste mês, ante a leitura final de junho de 48,2, marcando o terceiro mês seguido abaixo da marca de 50 que separa o crescimento da contração.

Preocupações com uma rápida desaceleração na segunda maior economia do mundo, assim como expectativas de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, começará a reduzir seu estímulo mais adiante neste ano têm agitado os mercados globais nas últimas semanas.

Às 8h19 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,15 por cento, e reduzia uma alta inicial que levou o índice para a máxima desde 7 de junho.

As ações da China recuaram pela primeira vez em três dias, pressionadas por bancos após o resultado do PMI. O Índice Composto de Xangai recuou 0,52 por cento.

O índice japonês Nikkei fechou em baixa de 0,32 por cento, devolvendo parte do rali de dois dias, depois que dados do governo mostraram que o crescimento das exportações do país desacelerou inesperadamente em junho ante o ano anterior.

Os dados foram um sinal preocupante de que a desaceleração da economia da China afetou a demanda internacional e pode ameaçar a recuperação econômica do Japão.

Veja o desempenho das bolsas da região:   Continuação...