Dólar leva Fibria a prejuízo no 2o trimestre

quarta-feira, 24 de julho de 2013 08:50 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A valorização do dólar no segundo trimestre levou a Fibria a registrar um prejuízo no segundo trimestre, mas ao mesmo tempo melhorou a receita da empresa, informou nesta quarta-feira a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo.

A Fibria teve um prejuízo líquido de 593 milhões de reais, ante perdas de 524 milhões em igual período de 2012. Mas o resultado veio melhor que o esperado por analistas, que estimavam, em média, prejuízo de 673 milhões de reais, segundo pesquisa da Reuters.

A empresa atribuiu o prejuízo ao resultado financeiro, que ficou negativo em 1,162 bilhão de reais, impactado pelo "efeito da valorização do dólar sobre a dívida no valor de 650 milhões de reais, e dos efeitos contábeis e financeiros da recompra de títulos ocorrida no trimestre, de 224 milhões de reais".

Segundo a Fibria, desconsiderando esses dois efeitos, a companhia teria fechado o trimestre com lucro de cerca de 80 milhões de reais.

Já geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado totalizou 647 milhões de reais entre abril e junho, uma alta de 18 por cento ante igual trimestre do ano passado, influenciada pelo maior preço da celulose em reais, que subiu devido a valorização do dólar. A margem no período cresceu de 37 para 39 por cento.

Analistas esperavam Ebitda de 639 milhões de reais, em média.

A receita líquida da empresa, por sua vez, totalizou 1,669 bilhão de dólares no segundo trimestre, alta de 12 por cento sob um ano antes, influenciada principalmente por maior preço da celulose em reais. O volume de vendas ficou estável, a 1,269 milhão de toneladas.

A relação entre dívida líquida e Ebitda da empresa, indicador do nível de alavancagem, ficou em 3,3 vezes no segundo trimestre, ante 4,7 vezes no mesmo período de 2012.

(Por Roberta Vilas Boas)