Encomendas da Alstom caem 32% no trimestre

quarta-feira, 24 de julho de 2013 12:07 BRT
 

PARIS, 24 Jul (Reuters) - A empresa de energia e engenharia de transportes Alstom disse que as encomendas diminuíram em quase um terço no último trimestre, com um ambiente desafiador levando à diminuição na assinatura de grandes contratos.

O grupo registrou 4,07 bilhões de euros (5,4 bilhões dólares) em pedidos, queda de 32 por cento sobre um ano antes, afirmou a Alstom nesta quarta-feira. As vendas caíram 2 por cento sobre uma base orgânica, para 4,58 bilhões de euros no trimestre encerrado junho.

Ainda assim, a Alstom confirmou sua previsão de crescimento de vendas de um dígito baixo e margem estável para o ano, uma vez que espera aumento de vendas ao longo de 2013.

"As vendas tiveram um início mais suave neste trimestre em relação ao ano passado, com um impacto negativo do câmbio", disse o presidente-executivo Patrick Kron.

A Alstom, que fabrica trens, turbinas eólicas e turbinas para centrais elétricas, gera cerca de um quarto de sua receita na zona do euro, hoje em recessão, com um pouco menos que isso vindo de mercados em crescimento na região da Ásia e Pacífico.

A companhia confirmou que sua margem operacional deve aumentar para cerca de 8 por cento nos próximos dois a três anos, ante 7,2 por cento alcançados no ano passado. O fluxo de caixa livre deve ficar positivo na comparação anual.

(Por James Regan)