Apetite chinês por trigo pode elevar preços em 10% e reduzir oferta

quarta-feira, 24 de julho de 2013 15:49 BRT
 

Por Naveen Thukral

CINGAPURA, 24 Jul (Reuters) - As crescentes compras de trigo pela China, que dispararam após danos às lavouras causados pelo clima, podem elevar os preços globais do cereal em cerca de 10 por cento nos próximos meses, mostrou uma pesquisa com operadores.

A corrida chinesa para garantir trigo no exterior está levando produtores da Austrália, segundo maior exportador, a segurar as vendas com a esperança de preços ainda maiores, reduzindo a oferta.

A onda de compras da China também está elevando os custos para grandes nações importadoras da Ásia e do Oriente Médio.

Uma pesquisa da Reuters com agricultores e novas previsões de analistas apontam que os danos causados por geadas e chuvas resultaram na perda de até 20 milhões de toneladas de trigo na China, volume equivalente à exportação anual da Austrália.

A China já fez encomendas de mais de 3 milhões de toneladas de trigo em carregamentos no ano comercial que termina em junho de 2014, equiparando o volume total das importações do ano passado inteiro.

As estimativas são de que o país vai precisar de 10 milhões de toneladas de importação este ano, número que superaria as importações do Egito --estimadas em 9 milhões de toneladas--, habitualmente o maior importador de trigo. O Brasil é outro grande importador global de trigo, com compras anuais estimadas em 7 milhões de toneladas, que enfrenta escassez e mais recentemente geadas.

"Produtores estão muito cautelosos em avançar com as vendas", disse o chefe de comercialização do australiano CBH Group, Tom Puddy. "Eles percebem o interesse de compra da China, e portanto estão aguardando para ver como a safra avança."

O contrato de referência do trigo na bolsa de Chicago acumula alta de 1 por cento neste mês, após o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) estimar que os estoques globais do cereal vão atingir o nível mais baixo desde 2009 ao final da temporada 2013/14.   Continuação...