Dólar mais alto leva Embraer a ter prejuízo de R$10 mi no 2º tri

quinta-feira, 25 de julho de 2013 21:50 BRT
 

SÃO PAULO, 25 Jul (Reuters) - A fabricante de aeronaves Embraer fechou o segundo trimestre com um inesperado prejuízo, por conta do efeito do dólar mais alto sobre ativos não monetários, como estoques, e de menores entregas de jatos comerciais.

A terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo teve prejuízo líquido de 9,9 milhões de reais no segundo trimestre, ante lucro líquido de 124 milhões de reais no mesmo período de 2012, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira.

A prévia da Reuters com a média de sete analistas apontava para lucro de 88 milhões de dólares no período, equivalente a 197 milhões de reais pela cotação de fechamento desta quinta-feira (US$1=R$2,23950).

Segundo a Embraer, o resultado líquido foi impactado pela valorização de aproximadamente 10 por cento do dólar em relação ao real no trimestre sobre ativos não monetários, como estoques e imobilizado, o que aumentou os impostos diferidos, mas sem o desembolso de caixa. Excluindo esse impacto, o lucro líquido ajustado teria sido de 192 milhões de reais, disse a empresa.

Tais impostos somaram 201,9 milhões de reais no segundo trimestre, ante 187,9 milhões de reais um ano antes.

Ao mesmo tempo, menores entregas de aviões comerciais, que proporcionam maiores margens, pesaram sobre a receita líquida, que caiu 4,15 por cento na comparação com o segundo trimestre de 2012, a 3,24 bilhões de reais.

Por segmentos, a empresa teve receita líquida de 1,78 bilhão reais na aviação comercial, queda de 22,7 por cento ante mesma etapa de 2012. Em defesa e segurança, a receita somou 646,2 milhões de reais, alta de 23,4 por cento. Na aviação executiva, a receita saltou 48,1 por cento, a 774,5 milhões de reais.

Com isso, o resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de 427,1 milhões de reais, queda de 18,55 por cento no ano a ano. A margem Ebitda caiu para 13,2 por cento, ante 15,5 por cento no mesmo trimestre de 2012.

De todo modo, a Embraer mostrou-se otimista em relação ao resultado do ano.

"Considerando o desempenho no primeiro semestre e a expectativa de aumento da receita durante o segundo semestre, como resultado do ciclo normal de negócios da Companhia, acreditamos que a Embraer está aderente às suas previsões de entregas e de receita para 2013", disse em relatório.

(Por Aluísio Alves)