Bolsas americanas se recuperam no final da sessão

sexta-feira, 26 de julho de 2013 19:10 BRT
 

NOVA YORK, 26 Jul (Reuters) - As bolsas americanas esvaziaram as perdas no final desta sexta-feira, em meio ao otimismo dos investidores com a probabilidade de o Federal Reserve alongas sua política de estímulos.

A apenas três dias de negociação antes do fechamento de julho, o S&P 500 está se aproximando de registrar o melhor mês desde outubro de 2011. O avanço do Nasdaq faz de julho até agora o seu melhor mês em um ano e meio.

Depois de cair na maior parte do dia, o mercado se recuperou e os três principais índices terminaram em território positivo.

"As más notícias da manhã foram digeridas e descartadas. Os resultados corporativos não foram tão ruins como as pessoas esperavam", disse o gestor Matt McCormick, da Bahl & Gaynor Inc.

Cinco dos dez índices setoriais do S&P 500 avançaram, com o setor de saúde na dianteira.

O índice Dow Jones subiu 0,02 por cento, para terminar em 15.558 pontos. O S&P 500 ganhou 0,08 por cento, para terminar em 1.691 pontos. O Nasdaq avançou 0,22 por cento, para fechar em 3.613 pontos.

Quincy Krosby, estrategista de mercado da Prudential Financial, em New Jersey, disse que o mercado começou a virar com a notícia de que o presidente Barack Obama não chegou a uma decisão sobre quem vai suceder Ben Bernanke no Federal Reserve.

A especulação sobre quem será o sucessor de Bernanke tem causado ansiedade no mercado, com os investidores se perguntando como serão as políticas do próximo chairman do banco central. O momento do anúncio também é complicado, pois o Fed considera simultaneamente reduzir suas compras mensais de títulos.

Na semana, o S&P 500 terminou praticamente estável - queda de apenas 0,03 por cento. O Dow subiu 0,1 por cento na semana, enquanto o Nasdaq subiu cerca de 0,7 por cento.

(Por Alison Griswold)