Publicis e Omnicom anunciam fusão para criar gigante da publicidade

domingo, 28 de julho de 2013 14:15 BRT
 

Por Leila Abboud e James Regan

SÃO PAULO, 28 Jul (Reuters) - A Publicis e a Omnicom anunciaram planos de fusão para criar o maior grupo de publicidade do mundo, no valor de 35,1 bilhões dólares, uma união que pode colocar pressão para que seus rivais avancem em acordos para acompanhar as mudanças neste mercado.

As empresas francesa e norte-americana apresentaram o acordo como uma "fusão de iguais", em que acionistas da Publicis e da Omnicom terão cada um cerca de 50 por cento do capital da nova empresa.

A Publicis disse que a transação deve criar "um valor significativo para os acionistas", com sinergias estimadas em 500 milhões de dólares. O grupo resultante da fusão manterá sedes em Paris e Nova York, disse a companhia.

"(O presidente da Omnicom, John Wren) e eu concebemos essa fusão para beneficiar nossos clientes, ao trazer conjuntamente a mais abrangente oferta de serviços analógicos e digitais", disse o presidente-executivo da Publicis, Maurice Levy, em um comunicado.

Levy disse ainda que o governo francês apoiou a fusão.

Juntas, a Publicis e Omnicom tiveram uma receita combinada em 2012 de 22,7 bilhões dólares, com mais de 130 mil empregados, e elas devem ultrapassar a WPP, no valor de 24,1 bilhões dólares.

O acordo reuniria marcas Publicis como Saatchi & Saatchi e Leo Burnett com a BBDO Worldwide e a DDB Worldwide, ambas da Omnicom.

Wren e Levy serão os CEOs conjuntos em uma integração inicial e um período de desenvolvimento de 30 meses, após o qual Levy vai se tornar presidente não-executivo e Wren o único CEO, disse a Publicis.