Lucro ajustado da Galp cai mais de 30% no 2o trimestre

segunda-feira, 29 de julho de 2013 07:53 BRT
 

LISBOA, 29 Jul (Reuters) - O lucro líquido ajustado da Galp Energia teve uma queda ligeiramente menor que a esperada de 33 por cento no segundo trimestre, para 86 milhões de euros, pressionado pelo aumento de custos de depreciação na sua nova unidade de diesel, anunciou a empresa.

A recessão em Portugal e na Espanha ainda afeta a demanda por produtos de petróleo, que caiu 6 por cento no trimestre, e a empresa também disse que espera vendas menores para clientes em geral neste trimestre, ante igual período do ano passado.

A Galp afirmou que a contração do mercado está desacelerando.

A empresa também espera um aumento na produção no terceiro trimestre, para 27 mil barris por dia, devido principalmente aos projetos no Brasil, com a unidade de Angra dos Reis retomando operações normais e com Cidade de Paraty elevando a produção.

A Galp disse que o lucro ajustado para refletir mudanças nas cotações de petróleo foi de 86 milhões de euros (114 milhões de dólares). Custos de amortização e depreciação em sua divisão de refino --da qual a unidade de diesel faz parte-- subiram 40 por cento, para 68 milhões de euros.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) subiu 7 por cento, para 304 milhões de euros.

Analistas esperavam em média um lucro líquido ajustado de 80 milhões de euros e Ebitda de 288 milhões de euros, segundo pesquisa da Reuters.

(Por Andrei Khalip)