TNT Express tem prejuízo após baixa contábil no sul da Europa

segunda-feira, 29 de julho de 2013 09:13 BRT
 

AMSTERDÃ, 29 Jul (Reuters) - A TNT Express disse nesta segunda-feira que as duras condições de negócios no sul da Europa contribuíram para uma baixa contábil de 350 milhões de euros (464 milhões de dólares) no segundo trimestre, que levaram a empresa holandesa de entregas a divulgar prejuízo no período.

A TNT teve um prejuízo operacional de 280 milhões de euros no segundo trimestre, e receita de 1,7 bilhão de euros.

O lucro operacional ajustado caiu 26 por cento para 71 milhões de euros, ante 97 milhões de euros um ano antes, em linha com as expectativas de analistas.

A empresa está se reestruturando para se recuperar do colapso provocado bloqueio da proposta de aquisição de 5,2 bilhões de euros pela rival United Parcel Service (UPS), com a operação impedida pelos reguladores europeus em janeiro por preocupações com a concorrência.

Mas sua atividade de correio expresso foi atingida pelo excesso de capacidade e uma desaceleração econômica na Europa, com muitos clientes escolhendo opções de entrega mais baratas, pressionando os preços.

A empresa já anunciou o corte de 4 mil empregos e venda de ativos para melhorar sua lucratividade. A TNT concordou em vender a sua unidade chinesa Hoau para fundos de private equity em março, e colocou sua unidade brasileira à venda.

O vice-presidente financeiro da empresa, Bernard Bot, disse nesta segunda-feira que há um "bom interesse" de empresas de transporte locais e estrangeiras pelos ativos brasileiros, assim como de fundos de private equity, sem dar mais detalhes.

(Por Sara Webb)