Vendas pendentes de casas nos EUA recuam em junho por alta em taxas

segunda-feira, 29 de julho de 2013 11:11 BRT
 

WASHINGTON, 29 Jul (Reuters) - Os contratos para comprar moradias usadas dos Estados Unidos caíram em junho, recuando da máxima em mais de seis anos atingida no mês anterior, sugerindo que a alta nas taxas hipotecárias estão começando a prejudicar as vendas de moradias.

A Associação Nacional de Corretores (NAR, na sigla em inglês) informou nesta segunda-feira que o Índice de Vendas Pendentes, baseado nos contratos firmados no mês anterior, caiu 0,4 por cento, para 110,9. O índice de maio foi revisado para baixo, para 111,3, após leitura anteriormente divulgada de 112,3.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os contratos assinados, que se tornam vendas após um mês ou dois, caíssem 1,0 por cento. Em comparação com o ano passado, a quantidade de contratos aumentou 10,9 por cento.

"As taxas de juros hipotecárias começaram a subir em maio, tirando um pouco do ímpeto da atividade em junho", disse o economista-chefe da NAR, Lawrence Yun.

As taxas hipotecárias fixas de 30 anos subiram cerca de um ponto percentual desde o início de maio devido às expectativas de que o banco central norte-americano pode começar a reduzir seu programa de estímulo já em setembro.

(Reportagem de Paige Gance)