Ações nos EUA recuam com preocupação sobre política do Fed

segunda-feira, 29 de julho de 2013 18:54 BRT
 

NOVA YORK, 29 Jul (Reuters) - As ações das companhias norte-americanas recuaram na segunda-feira com investidores adotando cautela antes da reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano, que poderá sinalizar quando começará a reduzir seus estímulos à economia.

O índice Dow Jones caiu 0,24 por cento, para 15.521 pontos. O Standard & Poor's 500 teve queda de 0,37 por cento, a 1.685 pontos. O índice Nasdaq recuou 0,39 por cento e fechou a 3.599 pontos.

As perdas foram lideradas pelos setores de energia e financeiro, com queda de 0,8 por cento tanto no índice de energia quanto no financeiro. Ações da Southwestern Energy caíram 3 por cento, para 38,14 dólares, e as ações da Noble Energy recuaram 2,1 por cento, para 62,07 dólares, depois de um declínio nos preços do gás natural.

Vários anúncios de fusões ajudaram a limitar as perdas, junto com a notícia do programa de recompras de ações de 1 bilhão de dólares da Caterpillar, que levou suas ações a subiram 1,1 por cento, para 83,03 dólares, tornando-se o maior apoio para o índice Dow Jones.

Mas a declaração do Fed, que é esperada para quarta-feira depois da reunião de dois dias do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Fed, manteve os investidores cautelosos. A declaração será examinada em busca de pistas sobre quando o banco central pode começar a reduzir a sua enorme compra de títulos destinados a estimular a economia.

Dados a serem divulgados nesta semana incluem o relatório de emprego de julho, outro evento importante para o mercado.

"Depende muito de como (os membros do Fed) interpretam os dados e como eles comentam antes do relatório de emprego. Nós estamos esperando por pistas se a redução do programa (do Fed) começará em setembro ou não", disse o vice-presidente sênior da BB&T Wealth Management, em Birmingham, Bucky Hellwig.

Setembro é o momento mais provável para o Fed começar reduzir suas compras de títulos de 85 bilhões de dólares mensais, de acordo com pesquisa da Reuters 22 de julho de economistas.

Alguns investidores temem que grandes ganhos em números de empregos poderiam ser o suficiente para motivar um fim precoce da compra de títulos do Fed.

Mas analistas notaram que os sinais de uma economia mais forte são mais importantes para o mercado no longo prazo. O S&P 500 acumula alta de 18,2 por cento neste ano.

(Por Caroline Valetkevitch)