July 30, 2013 / 11:46 PM / 4 years ago

Itaú Unibanco lucra mais no 2ºtri, mas reduz previsão de crédito

4 Min, DE LEITURA

Por Natalia Gómez e Guillermo Parra-Bernal

SÃO PAULO, 30 Jul (Reuters)- O lucro do Itaú Unibanco subiu 8,4 por cento no segundo trimestre na comparação anual, impulsionado por maiores spreads e menores provisões para calotes, mas o maior banco privado do país reduziu a previsão de crescimento de sua carteira de crédito no ano, por conta da fraqueza da economia brasileira.

O Itaú Unibanco registrou lucro líquido de 3,583 bilhões de reais de abril a junho, informou a instituição nesta terça-feira. Em bases recorrentes, o lucro foi de 3,622 bilhões de reais, em linha com expectativa de analistas consultados pela Reuters.

O resultado foi ajudado pela melhora no spread de crédito líquido -- a diferença entre os custos de captação e os cobrados de clientes-- e menores gastos com provisões para calotes. O spread subiu pela primeira vez em cinco trimestres, para 7,2 por cento -- 0,2 ponto percentual acima do trimestre anterior.

Para o diretor corporativo de controladoria do banco, Rogério Calderón, o spread alcançou um ponto de inflexão. "Para nós, esta inflexão já aconteceu e a performance positiva neste trimestre é bastante definida", disse.

O banco também colheu o resultado do foco nas linhas de financiamento de menor risco, como consignado e imobiliário. O índice de inadimplência acima de 90 dias caiu para 4,2 por cento, ante 5,2 por cento um ano antes. A previsão do banco é de que esse índice cairá mais nos próximos trimestres.

Com isso, as despesas com provisões para perdas com inadimplência recuaram 20 por cento na comparação anual, para 4,9 bilhões de reais.

A melhora na qualidade dos ativos, porém, veio acompanhada de um fraco crescimento do crédito. No fim de junho, a carteira de financiamentos do grupo era de 445,1 bilhões de reais, apenas 7,67 por cento maior do que um ano antes. Devido ao foco em linhas mais seguras, o banco pisou no freio nas concessões de financiamentos como o de veículos, que encolheu 20 por cento em 12 meses.

E, diante o cenário mais desafiador da economia, o banco reduziu a previsão de crescimento de sua carteira de crédito em 2013, para uma faixa entre 8 a 11 por cento, ante 11 a 14 por cento previsto no início do ano, na esteira de movimento semelhante anunciado na semana passada pelo rival Bradesco.

Em contrapartida ao resultados mais fracos com crédito, o banco ampliou em 5,4 por cento as receitas com prestação de serviços em relação ao primeiro trimestre, para 5,4 bilhões de reais, impulsionada pela aquisição das ações dos minoritários da empresa de cartões Redecard no final de 2012.

A aposta no setor de cartões foi reforçada em maio deste ano com a compra da Credicard, e pela aquisição do negócio de cartões da varejista chilena Cencosud no Chile e na Argentina, em junho.

Ganhos Com Tesouraria Recuam

O resultado do trimestre poderia ter sido melhor não fosse o impacto da marcação a mercado de títulos pré-fixados sobre as operações de tesouraria. No período, a margem financeira com o mercado caiu 76 por cento para 268 milhões de reais, ante 1,128 bilhão de reais um ano antes.

Calderón disse que isso gerou um efeito negativo de 1,2 bilhão de reais sobre o patrimônio líquido, mas explicou que o ajuste do valor de face dos títulos não representa uma perda porque a carteira é uma contrapartida a dívidas subordinadas que a instituição contraiu no exterior, e funcionam como um hedge.

De todo modo, no conjunto, a rentabilidade do Itaú Unibanco melhorou. De abril a junho, o retorno sobre o patrimônio líquido médio anualizado foi de 19,1 por cento, ante 17,9 por cento um ano antes.

Em relatório, analistas do Credit Suisse aprovaram os resultados. "As margens com clientes e a queda na inadimplência foram os maiores destaques positivos", escreveram os analistas, em relatório.

A ação do Itaú Unibanco fechou o pregão da Bovespa desta terça-feira com alta de 0,79 por cento, a 29,22 reais. O Ibovespa teve queda de 1,32 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below