Sanofi corta metas para 2013 depois de queda no lucro trimestral

quinta-feira, 1 de agosto de 2013 07:44 BRT
 

PARIS (Reuters) - A Sanofi cortou sua previsão de resultados para 2013 depois de divulgar uma queda maior que a esperada no lucro do segundo trimestre, atingida pela perda de patentes, flutuações cambiais e níveis de estoque de medicamentos genéricos no Brasil muito acima do esperado.

O lucro líquido do grupo francês, que exclui itens como amortização e custos legais, caiu 23,4 por cento, para 1,48 bilhão de euros, abaixo da média de 1,79 bilhão apontada em uma pesquisa da Thomson Reuters I/B/E/S com nove analistas.

As vendas diminuíram 9,8 por cento, para 8 bilhões de euros, afetada pela expiração da patente do anti-coagulante Plavix no ano passado. A perda da patente daquele que chegou a ser o segundo medicamento prescrito mais vendido no mundo cortou 481 milhões de euros da receita do trimestre.

O negócio de genéricos do grupo no Brasil foi atingido por níveis de estoque muito acima do planejado durante o segundo trimestre, acrescentou a Sanofi.

Como resultado, a companhia teve de ajustar as vendas em 122 milhões de euros, reservando uma provisão adicional de 79 milhões para amortizar o estoque e cobrir outros custos relacionados.

A Sanofi prevê que o lucro da empresa encerrará o ano 7 a 10 por cento menor que o apresentado em 2012, a taxas de câmbio constantes, mas disse que continua esperando um retorno ao crescimento no segundo semestre.

A companhia previa anteriormente que o lucro anual seria de estável a 5 por cento menor, sob os mesmos critérios.