BCE mantém taxas de juros em meio à estabilização da economia

quinta-feira, 1 de agosto de 2013 09:25 BRT
 

Por Sakari Suoninen

FRANKFURT, 1 Ago (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) manteve sua principal taxa de juros na mínima recorde de 0,5 por cento nesta quinta-feira, após sinais de recuperação na economia da zona do euro.

O BCE também manteve sua taxa de depóstio em zero por cento e a taxa de empréstimo em 1 por cento.

O presidente do BCE, Mario Draghi, deve enfatizar a mensagem de que as taxas permanecerão nas mínimas recordes por um período prolongado na entrevista à imprensa, que começa às 9h30, horário de Brasília.

Relatórios econômicos mais fortes nos últimos dias sustentam as expectativas do BCE de aceleração mais à frente neste ano, embora as opções de política sofram complicações pelas respostas do mercado aos planos do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, de desacelerar seu programa de estímulo econômico.

No mês passado, o BCE reagiu à agitação no mercado gerada pelo plano de saída do Fed ao oferecer orientação futura sobre as taxas, dizendo que pode reduzi-las ainda mais.

Entretanto, as interpretações individuais de autoridades dessa orientação nos últimos meses têm distorcido a mensagem, com o presidente do banco central alemão, Jens Weidmann, insistindo que o BCE não se comprometeu.

O resultado é que a iniciativa teve sucesso apenas parcial em acalmar os mercados e compensar as consequências da postura do Fed.

Na quarta-feira, o Fed comunicou que irá continuar comprando 85 bilhões de dólares ao mês em títulos do Tesouro e hipotecários, em um esforço para fortalecer a economia, e deu um tom mais flexível em seu comunicado pós-reunião.

"Isso foi em linha com as expectativas", disse o economista Elwin de Groot, do Rabobank, sobre a decisão de manter as taxas inalteradas, compátivel com as expectativas em uma pesquisa da Reuters.

(Reportagem de Sakari Suoninen)

 
Presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, participa do Comitê de Assuntos Econômicos e Monetários do Parlamento em Bruxelas, 8 de julho de 2013. O BCE manteve sua principal taxa de juros na mínima recorde de 0,5 por cento nesta quinta-feira, visto que os dados econômicos recentes têm reanimado as esperanças de recuperação neste trimestre. 08/07/2013 REUTERS/Yves Herman