Suzuki nega conversas com Volkswagen sobre disputa de 2011

quinta-feira, 1 de agosto de 2013 09:24 BRT
 

TÓQUIO, 1 Ago (Reuters) - O vice-presidente executivo da Suzuki, Toshihiro Suzuki, negou matérias que divulgaram que a companhia retomara conversas com a Volkswagen para resolver disputas sobre um acordo de parceria.

"Houve várias matérias, mas não houve absolutamente nenhum desses fatos, então não há nada que eu possa falar sobre o assunto", disse o executivo em entrevista coletiva nesta quinta-feira, depois da divulgação do lucro trimestral da Suzuki.

A quarta maior montadora do Japão em volume de vendas entrou com pedido de arbitragem internacional em uma amarga disputa com a Volkswagen em 2011, após a montadora alemã se recusar a vender de volta sua participação de 20 por cento na empresa japonesa.

A Suzuki registrou um lucro operacional de 44,1 bilhões de ienes (448 milhões de dólares) entre abril e junho, recorde para o trimestre, com o aumento de vendas na Indonésia e Tailândia compensando uma desaceleração na Índia, seu maior mercado. A subsidiária da companhia Maruti Suzuki é a maior montadora da Índia.

A Suzuki afirmou que as vendas de veículos na Índia caíram 10,2 por cento no mesmo período em função da desaceleração econômica e queda na popularidade dos veículos movidos a diesel.

Para o ano fiscal, a Suzuki elevou sua previsão de lucro operacional em 10 por cento, para 165 bilhões de ienes, ajudada pelo iene mais fraco.

(Por Yoko Kubota)