Arsesp mantém revisão de tarifa da Sabesp suspensa; ações têm forte queda

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 11:36 BRT
 

SÃO PAULO, 2 Ago (Reuters) - A Agência Reguladora de Saneamento e Energia de São Paulo (Arsesp) manteve a suspensão da revisão tarifária da Sabesp por "inconsistências metodológicas e quantitativas no laudo dos ativos apresentados pela Sabesp", segundo informou em nota em seu site.

As ações da empresa operavam em forte baixa nesta sexta-feira, de 4,23 por cento, às 11h19, a 22,43 reais, enquanto o Ibovespa subia 0,68 por cento.

O processo havia sido suspenso em meados de julho, devido a falta de quórum da diretoria da agência.

Com a posse de um novo diretor, Genésio Betiol Jr., a Arsesp voltou a ter os três diretores necessários para fazer a deliberação.

"Contudo, a conclusão da Diretoria é de que as informações precisam ser reformuladas para dar prosseguimento ao processo", informou a agência.

A Sabesp terá 30 dias para apresentar as novas informações, caso contrário, a diretoria "deliberará sobre a base de ativos a ser adotada" e definirá um novo cronograma para conclusão da revisão tarifária.

Em março, a Arsesp havia decidido elevar em 2,35 por cento o valor do metro cúbico de água fornecida pela Sabesp, no segundo ciclo de revisão tarifária da companhia para o período de 2012 a 2016.

Na ocasião, a agência informou que o reajuste foi aprovado a título provisório, e que as tarifas definitivas seriam divulgadas em agosto de 2013, data-base da concessionária.

(Por Roberta Vilas Boas)