Dólar cai 0,6% ante real, em dia volátil, após dados dos EUA e ação do BC

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 17:19 BRT
 

Por Bruno Federowski e Marília Carrera

SÃO PAULO, 2 Ago (Reuters) - O dólar interrompeu série de cinco altas e fechou em queda ante o real nesta sexta-feira, voltando abaixo do patamar de 2,30 reais, num dia marcado por forte volatilidade e reagindo à queda no ritmo de geração de postos de trabalho nos Estados Unidos e à atuação do Banco Central brasileiro.

A moeda norte-americana perdeu 0,61 por cento, para 2,2879 reais na venda, batendo na máxima do dia a 2,3140 reais e, na mínima, a 2,2772 reais. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1 bilhão de dólares, abaixo da média diária de negociação de julho, de 1,7 bilhão de dólares.

"A gente está tendo um mês de volatilidade e teve saída (de dólares) na manhã. Mas com os dados dos Estados Unidos, o dólar devolveu a alta", afirmou o especialista em câmbio da Icap Corretora, Italo dos Santos, para quem o viés ainda é de fortalecimento da divisa norte-americana.

A moeda norte-americana devolveu a alta logo que foi divulgada desaceleração no ritmo de contratações nos Estados Unidos em julho, pouco tempo após o início dos negócios, que sugeriram que o Federal Reserve, banco central do país, poderá manter por mais tempo seu programa de recompra de ativos e, assim, manter a atual liquidez nos mercados financeiros.

O Fed tem indicado que, para começar a retirar os estímulos, a economia norte-americana tem de mostrar sinais consistentes de recuperação e o mercado de trabalho é uma das principais variáveis. Hoje, a autoridade monetária injeta 85 bilhões de dólares por mês nos mercados.

O efeito foi global, fazendo com que a moeda norte-americana perdesse cerca de 0,50 por cento ante uma cesta de divisas.

"O que derrubou o dólar efetivamente foi o mercado começar a interpretar a queda das vagas como um fator de cautela para o banco central norte-americano", disse o gerente de câmbio da Treviso Corretora, Reginaldo Galhardo.

No entanto, pouco tempo após a divulgação dos dados norte-americanos, o movimento de queda perdeu força e o dólar passou a operar praticamente estável ante o real, momento em que o BC anunciou a realização de um leilão de swap cambial tradicional --equivalente a venda de dólares no mercado futuro.   Continuação...