HRT decide devolver 2 blocos no Solimões por restrições ambientais

sexta-feira, 2 de agosto de 2013 19:57 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 2 Ago (Reuters) - A petroleira HRT decidiu devolver dois blocos localizados na bacia do Solimões, na floresta amazônica, após dificuldades na obtenção de licenças ambientais, informou a empresa em comunicado nesta sexta-feira.

Com a devolução das áreas SOL-T-219 e SOL-T-220, a petroleira passa a ser operadora de 19 blocos na região.

As dificuldades de obtenção de licenciamento refletem, segundo a HRT, a "existência de duas florestas nacionais, posicionadas em ambos os blocos, as respectivas zonas de amortecimento e as planícies de inundação adjacentes, que impediriam o desenvolvimento de atividades geológicas e geofísicas terrestres e de perfuração".

A empresa informou ainda que chegou a realizar as atividades comprometidas no Programa Exploratório Mínimo, requeridas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com trabalhos de aerogeofísica e geoquímica, entre outros. Também conseguiu realizar sísmica em uma das áreas, onde obteve licenciamento.

A empresa não renovará contrato de concessão para a segunda fase exploratória dos blocos com a agência.

A primeira etapa de exploração venceu em março deste ano, mas foi prorrogada para este mês de agosto.

A lei do petróleo prevê que petroleiras têm a opção de ficar com as áreas ou devolvê-las para a União, dependendo dos estudos que realizam sobre os blocos. É uma prática comum da indústria devolver áreas.

(Reportagem de Sabrina Lorenzi)