Ações europeias têm pausa perto de máxima em 2 meses; HSBC cai

segunda-feira, 5 de agosto de 2013 14:38 BRT
 

Por Francesco Canepa

LONDRES, 5 Ago (Reuters) - As ações europeias deram uma pausa perto da máxima em dois meses nesta segunda-feira, uma vez que resultados decepcionantes do banco HSBC reavivaram as preocupações com os lucros empresariais dos mercados emergentes.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em leve alta de 0,05 por cento, a 1.225 pontos, depois de atingir por instantes nova máxima em dois meses de 1.231 pontos.

O índice subiu 5,7 por cento no último mês, impulsionado pelos fluxos nos mercados acionários de países desenvolvidos em maio a dados econômicos melhores dos Estados Unidos e, em menor escala, da zona do euro.

Os papéis do HSBC caíram 4,4 por cento com o volume em mais que o dobro de sua média de 90 dias, e subtraíram 1,6 ponto do índice europeu depois de o banco divulgar lucro abaixo do esperado para a primeira metade do ano, quando seus ganhos da América Latina caíram mais de 50 por cento.

"Há uma desaceleração significativa nos mercados emergentes e este é um tema importante", afirmou o chefe de vendas da Monument Securities Andy Ash.

Ele disse que a queda do HSBC veio após a ação subir 8,6 por cento no último mês, ajudada por fluxos de investidores que venderam papéis do Barclays quando o banco britânico anunciou chamada de capital na semana passada.

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 0,43 por cento, a 6.619 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,1 por cento, para 8.398 pontos.   Continuação...