7 de Agosto de 2013 / às 11:04 / 4 anos atrás

OGX nega irregularidade em acordo com Petrobras

Construção em andamento do projeto de 2 bilhões de dólares do Superporto de Açu, que pertence ao grupo EBX de Eikei Batista, em São João da Barra, no Rio de Janeiro, 11 de março de 2013. A petroleira OGX, do grupo EBX, afirmou que não cometeu irregularidades no acordo com a Petrobras, segundo informou em comunicado na noite de terça-feira. 11/03/2013Ricardo Moraes

SÃO PAULO, 7 Ago (Reuters) - A petroleira OGX, do grupo EBX de Eike Batista, afirmou que não cometeu irregularidades no acordo com a Petrobras, segundo informou em comunicado na noite de terça-feira.

O acordo entre as petroleiras considera a compra, pela OGX, de participação de 40 por cento em contrato de concessão do Bloco BS-4, localizado na Bacia de Santos.

No fim de julho, a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) avaliou que as duas empresas consumaram uma operação de compra e venda de ativo sem aprovação do órgão de defesa da concorrência no Brasil, e encaminhou o caso para o tribunal do órgão antitruste.

"A OGX vem posicionando-se junto ao Cade de maneira a demonstrar que não praticou ato que possa caracterizar a consumação antecipada da operação e informa que não há, neste momento, qualquer sanção imposta pelo Cade em relação à companhia", informou a petroleira no comunicado.

Por Roberta Vilas Boas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below