Governo anuncia contratos de opção para 3 mi de sacas de café

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 17:34 BRT
 

Por Gustavo Bonato

7 Ago (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira em Minas Gerais o lançamento de contratos de opção de venda para 3 milhões de sacas de café, atendendo a uma demanda de cafeicultores do maior produtor mundial em meio a preços baixos no mercado internacional.

A medida significa que o governo poderá comprar café e acumular estoques, caso os preços da commodity não reajam até o vencimento das opções.

Os preços do café arábica negociados em Nova York ampliaram ganhos após o anúncio de Dilma e fecharam em alta de mais de 2 por cento, após atingir uma mínima de quatro anos na semana passada.

A presidente disse em discurso durante evento em Varginha (MG) que os contratos de opção terão preço de exercício de 343 reais por saca de 60 kg, com vencimento previsto em março de 2014 --produtores queriam vencimento já neste ano.

Caso todos os contratos sejam exercidos, o governo deverá desembolsar cerca de 1 bilhão de reais com este mecanismo de apoio ao setor.

Integrantes da cadeia do café no Brasil afirmam que as medidas anunciadas nesta quarta-feira deverão ajudar a sustentar os preços no país.

"O timing não foi dos melhores, mas antes tarde do que nunca. A opção serve muito como preço de referência para dar balizamento para produtor e mercado", disse o superintendente de café da cooperativa Cooparaíso, de Minas Gerais, Francisco Ourique.

Fontes ligadas ao setor produtivo haviam antecipado à Reuters, na última sexta-feira, a medida anunciada nesta quarta-feira pelo governo, que tem o objetivo de enxugar a oferta em meio à colheita de uma grande safra no Brasil.   Continuação...