Dólar sobe e vai R$2,31 pela 1ª vez em mais de 4 anos

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 18:07 BRT
 

Por Bruno Federowski e Tiago Pariz

SÃO PAULO, 7 Ago (Reuters) - O dólar subiu e fechou no patamar de 2,31 reais pela primeira vez em mais de quatro anos nesta quarta-feira, sem atuação do Banco Central, em mais um dia de poucas notícias relevantes e baixíssimo volume de negócios, ainda pressionado por preocupações com o cenário econômico global e doméstico.

A moeda norte-americana avançou 0,65 por cento, para 2,3139 reais na venda, maior patamar desde 31 de março de 2009, quando ficou em 2,319 reais.

Na máxima deste pregão, o dólar tocou o nível de 2,3150 reais e na mínima, bateu 2,2931 reais. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,3 bilhão de dólares, abaixo da média diária de julho, de 1,7 bilhão de dólares.

"O viés continua sendo de alta para o dólar, o mercado continua pressionado. A única coisa estranha é que o BC não apareceu", disse o superintendente de câmbio da Advanced Corretora, Reginaldo Siaca, acrescentando que o baixo volume de negócios é originado pela ansiedade dos investidores sobre a política monetária nos Estados Unidos.

Sinais de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, deve reduzir em breve seu estímulo monetário --o que diminuirá a oferta global de dólares e, portanto, tende a pressionar as cotações da divisa-- têm assombrado os mercados. Desde maio, a divisa norte-americana acumula alta de 15,61 por cento ante o real.

As indicações mais recentes vieram da presidente do Fed de Cleveland, Sandra Pianalto, afirmando que a autoridade monetária pode reduzir em breve o programa se a melhora no mercado de trabalho continuar.

"Fica cada vez mais evidente para os principais expoentes do mercado que o estímulo monetário nos Estados Unidos está chegando ao final", afirmou o economista-chefe da Gradual Investimentos, André Perfeito. "O mercado está tentando se posicionar diante desse fato, que está dado".

O fortalecimento da divisa norte-americana acendeu a luz amarela para possíveis intervenções do BC, uma vez que recentemente realizou leilões de swap cambial tradicional --equivalente a venda de dólares no mercado futuro-- quando o dólar estava acima de 2,30 reais.   Continuação...

 
Brasleiro compra dólares em corretora de câmbio no centro do Rio de Janeiro. O dólar subiu e fechou no patamar de 2,31 reais pela primeira vez em mais de quatro anos nesta quarta-feira, sem atuação do Banco Central, em mais um dia de poucas notícias relevantes e baixíssimo volume de negócios, ainda pressionado por preocupações com o cenário econômico global e doméstico. 4/08/2013 REUTERS/Bruno Domingos