Eletropaulo lucro líquido de R$245,3 mi no 2o tri

quarta-feira, 7 de agosto de 2013 20:05 BRT
 

SÃO PAULO, 7 Ago (Reuters) - A AES Eletropaulo teve lucro líquido de 245,3 milhões de reais no segundo trimestre, mais de 5 vezes maior que o registrado no mesmo período de 2012, diante do impacto positivo com ativos e passivos regulatórios e redução de custos.

O lucro da distribuidora de energia também veio acima da estimativa média de quatro analistas consultados pela Reuters, que esperavam lucro de 158,2 milhões de reais no período.

Apesar do aumento do lucro divulgado nesta quarta-feira, a empresa não vai distribuir dividendos.

"De modo a preservar o caixa da companhia e seu planejamento financeiro, incluindo o programa de investimentos, a administração da AES Eletropaulo não irá propor neste momento a distribuição de dividendos com base nos lucros auferidos no primeiro semestre de 2013", informou a companhia no relatório.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) da companhia somou 509,7 milhões de reais no período, aumento de 128,1 por cento na comparação anual, também acima da estimativa média de analistas, que apontava para 369,4 milhões de reais.

O impacto positivo de 318,2 milhões com ativos e passivos regulatórios, resultante principalmente do repasse de recursos pelo governo por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), para cobrir custos com energia térmica, contribuiu para o lucro e o Ebitda.

Além disso, a empresa teve uma redução de 14,2 por cento nas despesas com Pessoal, Materiais, Serviços de Terceiros e Outros (PMSO), totalizando efeito positivo de 55,8 milhões de reais.

"Esse resultado é reflexo do programa de redução de custos, cujo objetivo é reduzir o PMSO gerenciável em 100 milhões na comparação com o PMSO gerenciável de 2012, corrigido pelo IGP-M, reafirmando o compromisso da administração com a gestão de custos", informou a empresa.

A receita líquida da empresa caiu 12,4 por cento no segundo trimestre, para 2,15 bilhões de reais, variação explicada pelo efeito da aplicação reposicionamento das tarifas, com queda de 2,26 por cento, entre outros fatores.   Continuação...