7 de Agosto de 2013 / às 23:20 / 4 anos atrás

Chuvas reduzem produção de minério da Vale em 9,1% no 2º tri

RIO DE JANEIRO, 7 Ago (Reuters) - A produção de minério de ferro da Vale recuou 9,1 por cento no segundo no segundo trimestre deste ano, impactada por um prolongamento do período de chuvas, que atrapalham a operação das minas, informou a empresa nesta quarta-feira.

O volume extraído pela maior produtora de minério de ferro do mundo atingiu 73,22 milhões de toneladas entre abril e junho, contra 80,54 milhões no mesmo período de 2012.

"O desempenho operacional foi afetado pela época de chuvas no Norte do Brasil, que se prolongou até maio, e pela falta de flexibilidade das cavas mais profundas em períodos chuvosos", disse a Vale.

"No 2T13, produzimos 21,9 Mt (milhões de toneladas) em Carajás (principal complexo produtor da Vale), não atingindo a produção orçada no 1S13 (primeiro semestre) por uma diferença de 4 Mt. O período de chuvas mais prolongado foi um dos fatores do fraco desempenho de Carajás."

A produção no segundo trimestre, no entanto, aumentou em relação aos três primeiros meses do ano, quando somou 67,54 milhões de toneladas, também impactada por fortes chuvas.

Com o fim das chuvas, o desempenho operacional de Carajás, no Pará, "está melhorando e continuamos com a meta de produzir o volume orçado para 2013", disse a empresa.

Em julho, por exemplo, a produção de minério da empresa já superou a do mesmo mês de 2012, atingindo 27,9 milhões de toneladas contra 27,6 milhões.

OUTROS PRODUTOS

O relatório de produção da companhia divulgado ao mercado informou ainda que a companhia extraiu de abril a junho 65 mil toneladas de níquel, um aumento de 6,9 por cento ante a produção de 61 mil toneladas verificada em igual período do ano passado.

No primeiro trimestre deste ano, a mineradora produziu o mesmo volume verificado no segundo: 65 mil toneladas do produto.

Já a produção de carvão somou 2,4 milhões no segundo trimestre, novo recorde, contra 1,89 milhão no mesmo período do ano passado.

No primeiro trimestre, a produção de carvão da Vale atingiu 1,75 milhão de toneladas.

A empresa atribuiu o recorde em carvão "principalmente ao desempenho de Carborough Downs (Austrália) e ao ramp-up de Moatize (Moçambique)".

A produção de cobre da Vale atingiu 91,3 mil toneladas no segundo trimestre, novo recorde, com crescimento de 30 por cento na comparação anual, com elevação na produção em Salobo I, no Pará, e Lubambe, na Zâmbia.

A produção de ouro da companhia atingiu o nível recorde de 63 mil onças troy no segundo trimestre, crescimento de 9 por cento ante o primeiro trimestre, devido ao aumento da produção de Salobo.

Por Sabrina Lorenzi e Gustavo Bonato

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below