Alemã Henkel mostra preocupação com mercados emergentes

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 08:56 BRT
 

FRANKFURT, 8 Ago (Reuters) - A companhia alemã de produtos de consumo Henkel uniu-se a rivais ao assumir uma visão mais cautelosa sobre o crescimento de mercados emergentes, depois de divulgar resultados de segundo trimestre dentro do esperado.

A companhia, conhecida no Brasil por colas instantâneas, cortou levemente sua perspectiva para crescimento de economias emergentes. A empresa agora espera que os gastos dos consumidores nestas regiões suba 4 por cento em 2013 ante expectativa anterior de alta de 5 por cento.

Apesar disso, a empresa manteve metas de desempenho para este ano, prevendo alta de 10 por cento no lucro por ação ajustado e alta de 3 a 5 por cento nas vendas.

A Unilever no mês passado citou desaceleração de mercados emergentes e a Beiersdorf sinalizou na quarta-feira preocupação entre companhias de produtos de consumo.

A empresa teve vendas de 4,29 bilhões de euros no segundo trimestre, alta de 4 por cento ajustada para efeitos cambiais e guiada por mercados emergentes. O lucro operacional cresceu 8 por cento, para 660 milhões de euros.

(Por Victoria Bryan)