Marfrig vê 2º semestre melhor com bovinos e food service

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 14:46 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Ago (Reuters) - A Marfrig Alimentos prevê melhorar o desempenho no segundo semestre com um cenário externo favorável para bovinos e food service, operações que ganham maior peso após a venda da unidade Seara Brasil e da uruguaia Zenda à JBS, após três trimestres consecutivos de prejuízo, disse o presidente da Seara Foods nesta quinta-feira.

"Esperamos manter um crescimento de receita perto de dois dígitos... A relação dólar/real vai favorecer as margens na exportação", disse Sérgio Rial, que assumirá a presidência executiva da Marfrig em 2014 em conferência com jornalistas para comentar os resultados do trimestre.

A Marfrig é a segunda maior empresa do setor de bovinos no país.

A companhia registrou prejuízo de 160 milhões de reais no segundo trimestre, revertendo lucro de 15,5 milhões de reais em igual período do ano passado, número que exclui a Seara Brasil.

O prejuízo incluindo as operações descontinuadas --ou seja, incluindo a Seara Brasil-- somou 419 milhões de reais no período, refletindo aumento dos custos da companhia.

No primeiro trimestre do ano a Marfrig teve prejuízo de 81,2 milhões de reais e no quatro trimestre de 2012, prejuízo de 284 milhões.

"Vemos um segundo semestre no negócio de bovinos melhor do que no primeiro", disse o executivo, referindo-se aos custos maiores registrados recentemente no segmento, por conta do aumento expressivo nos abates, que encareceram o valor da arroba do boi no trimestre.

Além disso, o resultado da empresa refletiu ainda o fechamento de duas unidades na Argentina, que vêm passando por reestruturação, com vistas ao programa de redução de custos da companhia.

O executivo afirmou ainda que após a venda da Seara, além da divisão de bovinos, a Marfrig vai reforçar as operações no segmento de food service (produtos para alimentação fora do lar), parte do negócio de processados da companhia, que no segundo trimestre representou cerca de 50 por cento de sua receita.   Continuação...

 
Trabalhador corta peça de carne em um matadouro da Marfrig Alimentos, em Promissao, São Paulo. A empresa prevê melhorar o desempenho no segundo semestre com um cenário externo favorável para bovinos e food service, operações que ganham maior peso após a venda da unidade Seara Brasil e da uruguaia Zenda à JBS, após três trimestres consecutivos de prejuízo, disse o presidente da Seara Foods nesta quinta-feira. 07/10/2011 REUTERS/Paulo Whitaker