Safra de laranja recua no país; estoque de suco cairá em 2014

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 15:40 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Ago (Reuters) - A estimativa de produção comercial de laranja em São Paulo, maior produtor brasileiro da fruta, foi reduzida em quase 10 por cento ante a previsão de maio, devido a problemas climáticos, informou nesta quinta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o que deve ajudar a reduzir, no ano que vem, os estoques de suco da indústria, que atingiram máximas históricas.

A produção comercial de laranja em São Paulo foi estimada em 296,8 milhões de caixas de 40,8 kg na temporada em 2013/14, contra 328 milhões de caixas na projeção anterior.

Já a produção de laranja em São Paulo destinada à indústria de suco foi prevista em 252,7 milhões de caixas pela Conab, 9,4 abaixo da estimativa anterior.

A Conab citou problemas climáticos em seu relatório sobre a produção.

"No segundo semestre de 2012, em quase todas as regiões produtoras de citrus, a abertura das flores foi seguida por períodos de sol intenso e pouca chuva, o que prejudicou o pegamento da florada", afirmou a estatal.

Para o Triângulo Mineiro, o governo projetou uma produção de 10,895 milhões de caixas, sendo 9,14 milhões destinados à indústria.

A estimativa oficial está acima da anunciada pela Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), que reúne as grandes empresas do setor.

A entidade projeta uma safra de 268,35 milhões de caixas na atual temporada, em queda de 30 por cento ante a temporada passada. Deste total, descontado o consumo in natura, a CitrusBR projeta que sejam processados por suas associadas 228,35 milhões de caixas.

"Devido às excessivas chuvas nos meses de maio, junho e julho, o rendimento industrial é considerado um dos piores da história", acrescentou a associação, em nota.   Continuação...