Trabalhadores da Eletrobras aprovam reajuste e encerram greve iniciada em julho

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 16:52 BRT
 

Por Anna Flávia Rochas

SÃO PAULO, 8 Ago (Reuters) - Os funcionários das empresas do grupo Eletrobras decidiram encerrar a greve, iniciada no mês passado, após aprovarem a proposta de reajuste salarial em assembleias nesta quinta-feira, informou a Federação Nacional dos Urbanitários.

Os trabalhadores já estão retomando as atividades que deverão estar totalmente normalizadas até 18 horas desta quinta-feira. Na geradora Chesf, os funcionários voltaram a trabalhar às 14 horas, segundo a assessoria de imprensa da empresa.

Cerca de 90 por cento dos 28 mil funcionários das empresas do grupo Eletrobras estavam parados desde o dia 15 de julho, por não aceitarem a proposta da companhia de reajuste salarial. Na quarta-feira, em audiência conciliatória no Tribunal Superior do Trabalho (TST), os sindicados e a empresa conseguiram chegar a um acordo sobre uma proposta alternativa, que foi votada em assembleias de trabalhadores nesta quinta-feira.

"A proposta foi aprovada em todas as 15 empresas do grupo", disse o presidente da FNU, Franklin Moreira, à Reuters.

A proposta, válida por dois anos, garante reajuste referente à reposição de 6,49 por cento da inflação medida pelo IPCA, pago em três parcelas, e um ganho real de 2,5 por cento. Os funcionários também receberão abono na forma de 4 talões de vale-alimentação no valor 750 reais cada neste ano, além de outros 4 em 2014, segundo a entidade representativa dos trabalhadores.

A Eletrobras está passando por um processo de reestruturação depois de ter renovado concessões com consequente redução da receita no início deste ano, e pretende reduzir custos. A empresa está realizando também um plano de incentivo ao desligamento, com expectativa de que cerca de 4.600 funcionários participem.

Uma das principais empresas do setor elétrico brasileiro, a Eletrobras é responsável por cerca de 35 por cento da capacidade de geração de energia do país e de 56 por cento da rede nacional de linhas de transmissão, além de ter seis distribuidoras de energia no Norte do país.

Entre as empresas que fazem parte do grupo estão Eletronorte, Chesf, Furnas, Eletronuclear, Eletrosul e Itaipu.