Importação chinesa de soja atinge recorde em julho

quinta-feira, 8 de agosto de 2013 17:01 BRT
 

Por Dominique Patton

PEQUIM, 8 Ago (Reuters) - As importações chinesas de soja ultrapassaram 7 milhões de toneladas em julho, para um recorde pelo segundo mês consecutivo, com os carregamentos atrasados do Brasil chegando ao país e com importadores recompondo estoques.

As entregas de soja devem seguir fortes no resto do ano, com os fabricantes de ração aumentando a produção, mas as importações pelo principal comprador podem perder força em agosto e setembro, em meio ao excesso de oferta do grão importado e vendas de reservas do Estado.

A China recebeu 7,2 milhões de toneladas de soja em julho, 22,7 por cento a mais do que as 5,87 milhões de toneladas de um ano atrás, segundo dados da Administração Geral das Alfândega da China desta quinta-feira.

"Nossas importações de março e abril foram muito baixas, então isso levou a surpreendentes importações em junho e julho", disse Guan Xiangfeng, analista da Shanghai Futures CIFCO.

No primeiros sete meses do ano, as importações somaram 34,69 milhões de toneladas, quase estável ante as 34,92 milhões de toneladas embarcadas no mesmo intervalo do ano passado, mostraram os dados alfandegários.

As importações devem diminuir em agosto e setembro, disseram os operadores, uma vez que a indústria de ração precisa lidar com o volume recorde importado.

"Há excesso de oferta no mercado interno, com a chegada de remessas atrasadas", disse um operador de Cingapura, referindo-se às cargas do Brasil que ficaram presas nos congestionamentos de portos, no início do ano.

"Eu acho que as importações em agosto e setembro serão menores."   Continuação...