Ações dos EUA têm pior semana desde junho, de olho no Fed

sexta-feira, 9 de agosto de 2013 18:17 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 9 Ago (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta sexta-feira e registraram seu pior declínio semanal desde junho, com investidores especulando sobre quando o Federal Reserve, banco central do país, vai começar a reduzir seus estímulos.

O índice Dow Jones recuou 0,47 por cento, para 15.425 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,36 por cento, para 1.691 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,25 por cento, para 3.660 pontos.

As bolsas norte-americanas tiveram seu pior declínio semanal desde meados de junho. O Dow Jones recuou 1,5 por cento, interrompendo uma série de seis semanas no campo positivo. Já o S&P 500 contraiu 1,1 por cento, enquanto o Nasdaq perdeu 0,8 por cento.

Nove dos 10 índices setoriais do S&P 500 fecharam no vermelho. A ação da J.C. Penney recuou 5,8 por cento, para 12,87 dólares, maior queda percentual entre os papéis incluídos no S&P 500.

O principal investidor da companhia, Bill Ackman, pediu nesta sexta-feira que o Conselho de Administração da empresa substitua seu presidente.

O presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, reiterou na quinta-feira que a instituição deve começar a reduzir seu plano de estímulo monetário no próximo mês, contanto que os dados econômicos continuem a melhorar.

"As pessoas estão de olho na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) e na perspectiva de que o Fed comece sua estratégia de retirada dos estímulos, há muito aguardada", disse o estrategista-chefe de mercados da RDM Financial, Michael Sheldon.

(Reportagem de Caroline Valetkevitch)