Governo discute na semana que vem com aéreas apoio ao setor

segunda-feira, 12 de agosto de 2013 13:33 BRT
 

SÃO PAULO, 12 Ago (Reuters) - O governo federal vai se reunir com representantes das quatro maiores companhias aéreas do país na semana que vem para discutir alternativas de ajuda estatal ao setor, disse nesta segunda-feira o ministro da Aviação Civil, Moreira Franco.

Ele evitou detalhar quais formas de apoio estão sendo estudadas. Nos últimos meses, Moreira Franco indicou que o governo contempla ajuda às empresas por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em evento em São Paulo, o ministro disse que a melhora do sistema aeroportuário brasileiro precisa ser acompanhado de companhias aéreas financeiramente saudáveis e que a volatilidade do câmbio é um dos principais riscos para o setor, que impacta os preços de combustíveis e os custos de leasing de aeronaves.

"Não adianta ter um sistema aeroportuário se não temos companhias aéreas saudáveis", disse.

As declarações ocorrem num momento que as duas maiores aéreas brasileiras, Gol e TAM, estão reduzindo a oferta de voos e demitindo empregados para fazer frente a custos crescentes no setor.

As companhias, por meio da associação do setor, Abear, têm pedido mudanças no cálculo dos preços do combustível de aviação, com unificação das alíquotas estaduais do ICMS.

OBRAS EM AEROPORTOS

Moreira Franco disse também que o governo deve iniciar obras em aeroportos regionais até dezembro, dentro do plano de incentivar esse segmento.

"A expectativa é que antes do final desse ano, a gente já inicie obras em 45 aeroportos", disse.   Continuação...