USDA estima safras de milho e soja dos EUA abaixo do esperado

segunda-feira, 12 de agosto de 2013 14:29 BRT
 

WASHINGTON, 12 Ago (Reuters) - Os produtores norte-americanos colherão a maior safra de milho e a terceira maior de soja já registradas, estimou o governo nesta segunda-feira, mas a colheita será menor do que o esperado pelo mercado, por conta de produtividades mais baixas que o previsto.

Estas safras encerrarão um período de três anos de declínio da produção e estoques cada vez mais apertados, o que significará preços mais baixos das commodities provavelmente até o próximo verão do hemisfério norte.

Mas os estoques dos Estados Unidos para o novo ano ficaram abaixo do previsto por analistas.

Os futuros do milho e da soja, que estavam sofrendo perdas recentemente por uma expectativa de grandes safras, passaram a subir fortemente após a divulgação do relatório.

O novembro da soja, referente à safra nova, operava com alta de 35,75 centavos às 14h25 (horário de Brasília), a 12,18 dólares por bushel. O milho dezembro tinha alta de 10,5 centavos, 4,6375 dólares por bushel.

"As projeções de produção e estoques de passagem para a soja são muito altistas em relação às expectativas", disse Joe Vaclavik, um analista da Standard Grain.

Com a colheita começando em algumas semanas, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) previu uma safra de milho de 13,763 bilhões de bushels, aumento de 28 por cento sobre o ciclo afetado pela seca em 2012, mas 2 por cento menor do que o previsto por operadores.

A soja foi estimada em 3,255 bilhões de bushels, 8 por cento maior ante o ano passado, mas mais de 2 por cento abaixo das expectativas do mercado.

As culturas estão amadurecendo um pouco mais tarde do que o habitual devido a uma primavera fria e chuvosa no hemisfério norte, ficando mais vulneráveis do que o habitual a geadas precoces. Mas os meteorologistas esperam temperaturas mais quentes no encerramento do ciclo de desenvolvimento.   Continuação...