Lucro da Light sobe 46,2% no 2º tri, mas fica abaixo de expectativa

terça-feira, 13 de agosto de 2013 20:09 BRT
 

SÃO PAULO, 13 Ago (Reuters) - O lucro líquido da empresa de energia Light subiu 46,2 por cento no segundo trimestre na comparação anual, impulsionado pela melhora do resultado financeiro e do desempenho operacional dos segmento de distribuição e geração de energia, mas ficou abaixo das estimativas do mercado.

O lucro líquido subiu para 58 milhões de reais no período de abril a junho, ante lucro de 39,8 milhões de reais no segundo trimestre do ano passado, informou a companhia nesta terça-feira.

A média de estimativas de cinco analistas consultados pela Reuters para o lucro da empresa que atua nos segmentos de geração, distribuição e comercialização de energia elétrica era de 62,8 milhões de reais.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) da Light somou 278 milhões de reais no segundo trimestre, alta de 8,9 por cento na comparação anual, refletindo um melhor desempenho da unidade de geração.

"A descontratação da energia da geradora no mercado regulado e a contratação no mercado livre a preços mais elevados foram os fatores determinantes para o crescimento do Ebitda consolidado", disse a empresa em comunicado. Os analistas esperavam, na média, Ebitda de 308 milhões de reais.

A receita líquida da empresa subiu 2,6 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, para 1,67 bilhão de reais, com todos os segmentos de negócio do grupo apresentando melhor desempenho.

No negócio de distribuição de energia, o consumo de energia na área de concessão da empresa, que atua no Estado do Rio de Janeiro, teve um aumento de 2,5 por cento ante mesmo período de 2012, para 5.897 gigawatts-hora(GWh). Esse crescimento foi influenciado principalmente pelo aumento no consumo de energia de 5,1 por cento pelo comércio e de 4,1 por cento pela indústria.

A Light reduziu as perdas de energia não-técnicas, relacionadas às ligações irregulares de energia, em 1,2 ponto percentual desde dezembro de 2012, para 44,2 por cento da energia faturada no mercado de baixa tensão nos 12 meses até junho.

A empresa investiu 24,4 milhões de reais no segundo trimestre visando a melhoria da qualidade do fornecimento de energia.   Continuação...