IGP-10 desacelera alta para 0,15% em agosto--FGV

quinta-feira, 15 de agosto de 2013 08:44 BRT
 

SÃO PAULO, 15 Ago (Reuters) - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) desacelerou sua alta para 0,15 por cento em agosto, beneficiado pela queda dos preços no varejo e menor ritmo tanto no atacado quanto na construção.

No acumulado do ano, o IGP-10 subiu 2,25 por cento e nos 12 meses encerrados em agosto a alta foi de 4,12 por cento, informou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em julho, a inflação medida pelo índice foi de 0,43 por cento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, subiu 0,19 por cento, ante alta de 0,49 por cento em julho.

Contribuiu para esse resultado o recuo de 0,62 por cento das Matérias-primas Brutas, após alta de 0,94 por cento em julho

Já o Índice de Preços ao Consumidor-10 (IPC-10), que responde por 30 por cento do índice geral, teve queda de 0,07 por cento, depois da alta de 0,13 por cento no mês anterior.

O destaque ficou com o grupo Transportes, com recuo de 0,49 por cento em agosto após queda de 0,06 por cento no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10), por sua vez, desacelerou a alta para 0,35 por cento em agosto, contra avanço de 0,71 por cento no mesmo período do mês anterior.

Os indicadores de inflação mostraram alívio recentemente por conta principalmente dos preços de transportes e alimentos, mas a expectativa agora é de aceleração da alta uma vez que os efeitos que favoreceram o preços tendem a se dissipar a partir de agosto.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Camila Moreira)